Internacional

Tailândia: Fingir estar infetado com covid-19 pode levar a uma pena de prisão até cinco anos

Vários países tomaram medidas para impedir que o dia 1 de abril seja utilizado para espalhar notícias falsas sobre o novo coronavírus.

Numa altura em que a informação é tão valorizada, vários países decidiram tomar medidas para evitar que o Dia das Mentiras, celebrado esta quarta-feira, não se transforme em uma desculpa para espalhar notícias falsas sobre o novo coronavírus.

Na Tailândia estão proibidas quaisquer mentiras realcionadas com a covid-19 neste 1 de abril. “É contra a lei fingir estar infectado com covid-19 neste Dia das Mentiras”, escreveu o Governo tailandês no Twitter. Quem o fizer pode enfrentar uma pena que pode ir até cinco anos de prisão, de acordo com a Reuters.

Em Taiwan, o Presidente, Tsai Ing-wen disse, através do Facebook, que qualquer partilha de notícia falsa pode levar a uma multa até 90 mil euros e a uma pena de prisão que pode ir até três anos.

Já na Europa,o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn utilizou a hashtag "o coronavírus não é uma piada”, de forma a apelar à população que não utilizasse a data para espalhar desinformação sobre a covid-19.