Sociedade

Costa diz que ficou "chocado" com suspeita de homicídio por funcionários do SEF

Recorde-se que três agentes foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ), suspeitos do homicídio de um cidadão ucraniano no Aeroporto de Lisboa.

O primeiro-ministro disse, esta sexta-feira, estar “chocado” com a suspeita de que três funcionários do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) são responsáveis pelo homicídio de um cidadão ucraniano no aeroporto de Lisboa. Contudo, relembrou que “todos gozam da presunção da inocência”.

“Claro que fiquei chocado só com a existência da acusação, mas todos gozam da presunção da inocência", disse António Costa, em entrevista à Rádio Renascença, depois de questionado sobre o caso.

Costa relembra que é preciso "aguardar que as autoridades judiciárias desenvolvam a investigação e procedam ao seu julgamento para o apuramento das responsabilidades".

"Se foi verdade é algo de imperdoável e chocante, porque quem exerce poderes de autoridade tem um especial dever de cuidado no exercício desses poderes", realçou.

Recorde-se que três agentes foram detidos pela Polícia Judiciária (PJ), suspeitos do homicídio de um cidadão ucraniano, encontrando-se agora em prisão domiciliária.