Vida

Enfermeira cuja foto se tornou viral foi infetada pela covid-19. Agora, curada, desabafa: "Estava com muito medo"

Elena, enfermeira num hospital de Cremona, na região de Lombardia, o epicentro da pandemia em Itália, viu a sua fotografia ser capa de um jornal.

Foi capa de jornal e viu a sua imagem correr mundo. Elena Paglriarini, enfermeira italiana, foi uma das primeiras profissionais de saúde a sentir o cansaço de estar na linha da frente do combate à covid-19, mas também uma das primeiras a ficar infetada durante a luta. Agora, está finalmente curada.

Em entrevista ao La Reppublica, o mesmo diário italiano que usou a sua fotografia na capa, a enfermeira falou sobre o medo que sentiu quando soube que estava infetada com o novo coronavírus.

"Estava com muito medo. Preparei o saco para o hospital. Tinha muito medo de ter que ir numa maca, de ter que ser entubada. De não conseguir. Há muita gente que não sabe, mas eu sabia o que era esta doença", disse Elena, na entrevista divulgada esta sexta-feira, onde revelou que acabou por se curar em casa.

Recorde-se que Elena, enfermeira num hospital de Cremona, na região de Lombardia, o epicentro da pandemia em Itália, viu a sua fotografia ser capa do La Repubblica, depois de uma colega a captar após 10 horas de trabalho sem parar. Na altura, Elena adormeceu em cima do teclado, quando ainda faltava uma hora para terminar o turno.

“Estou feliz que, através da fotografia daquela noite, muitos tenham percebido a importância do trabalho dos enfermeiros. Infelizmente, antes da epidemia, muitos não tinham uma grande opinião dos médicos e enfermeiros que trabalham em hospitais”, rematou.