Sociedade

Hospitais privados atenderam mais de 2.200 casos suspeitos de covid-19 na última semana

Há 112 infetados internados nos hospitais privados portugueses.

No final da primeira semana da fase de mitigação da pandemia de covid-19, os hospitais privados portugueses já atenderam 2.270 cidadãos com suspeita de infeção, estando internados nestas unidades hospitalares 112 doentes com covid-19, nove dos quais nos cuidados intensivos, anunciou a Associação Portuguesa de Hospitalização Privada (APHP).

AAPHP sugere ainda um programa extraordinário de colaboração para atender os portugueses com outras patologias cujo acompanhamento ou cirurgias estão a ser adiadas no Serviço Nacional de Saúde (SNS).

“Na sequência das diversas notícias de redução muito significativa dos episódios de urgência, dos exames de diagnóstico (colonoscopias, por exemplo) e compreensível focalização do SNS na luta contra a covid-19, os hospitais privados reafirmam a sua inteira disponibilidade para colaborar na satisfação das necessidades de saúde dos portugueses”, refere a APHP em comunicado.

“De modo a evitar que a Covid-19, para além dos seus gravíssimos impactos diretos, afete também outros níveis da saúde dos portugueses, seria importante delinear um programa extraordinário das prestações do SNS, para o qual os hospitais privados têm toda disponibilidade para participar”, propõe Oscar Gaspar, presidente da APHP,  realçando que os 115 hospitais privados portugueses não estão indiferentes aos relatos de doentes e familiares apreensivos com adiamentos.