Economia

Procura por apartamentos cai 24% na segunda quinzena de março

O estado de emergência levou a uma quebra de 24% na procura por apartamentos entre a primeira e segunda metade de março. Relatório da Imovirtual indica que, ainda assim, procura por moradias cresceu 14%.

A procura por apartamentos caiu 24% em Portugal da primeira para a segunda quinzena do mês de março, altura em que se começaram a fazer sentir os efeitos provocados pela pandemia de covid-19, nomeadamente com a declaração do primeiro estado de emergência de 15 dias no país. As conclusões surgem num relatório da Imovirtual, portal dedicado ao imobiliário.

Faro (-30%), Lisboa (-24%) e Porto (-23%) foram as localidades onde essa quebra mais se verificou, numa comparação entre a primeira e a segunda metade do mês passado.

Em contraciclo, verificou-se um aumento de 14% na compra de moradias em território nacional, com destaque para as localidades de Braga (+19%), Faro (+13%) e Porto (+11%). Este dado significa que mesmo durante o estado de emergência a intenção de se concretizarem negócios no setor do imobiliário se manteve.