Sociedade

Número de internados nos cuidados intensivos diminui pela primeira vez

Já morreram 380 pessoas de covid-19, 35 das quais nas últimas 24 horas. Casos confirmados já são mais de 13 mil.

O boletim da situação epidemiológica em Portugal, divulgado pela DGS esta quarta-feira, revelou um aumento de 10% nas mortes associadas à covid-19. O número de óbitos passou de 345 para 380, ou seja morreram 35 doentes nas últimas 24 horas.

O número de infetados confirmados é agora de 13.141, registando-se mais 699 casos do que no balanço anterior, o que representa um aumento de 5,6%.

Os dados relativos aos recuperados também voltaram a demonstrar uma subida, passando de 184 para 196. Em relação ao número de internados houve também um aumento para 1.211.

Pelo contrário os doentes em unidades de cuidados intensivos baixaram pela primeira vez e são agora 245, menos 26 do que no último boletim. 

No entanto nas últimas 48 horas houve 69 mortes por covid-19, sendo que alguns destes doentes estariam internados em UCI - os boletins da DGS não permitem perceber o local da morte. Tendo em conta que no domingo havia 270 doentes internados em cuidados intensivos, os dados da DGS sugerem que o internamento de doentes em intensivos continua a aumentar e não a diminuir, ainda que dentro da capacidade do sistema de saúde.

A aguardar resultados estão quase seis mil pessoas e em vigilância das autoridades de saúde estão 24481 contactos.

A região Norte continua a ser a mais afetada com 7.386 casos e 208 mortes. Segue-se Lisboa e Vale do Tejo com 3.424 infetados e 68 óbitos. A região Centro regista 1.865 casos e 96 vítimas mortais, o Algarve 251 casos e oito mortos, o Alentejo tem 93 casos, os Açores 70 e a Madeira 52.

Veja o perfil dos casos confirmados:
97 meninos e 95 meninas com menos de 10 anos;
323 jovens entre os 10 e os 19 anos;
567 homens e 796 mulheres entre os 20 e 29 anos;
831 homens e 1.093 mulheres entre os 30 e 39 anos;
957 homens e 1.423 mulheres entre 40 e os 49 anos;
966 homens e 1.386 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
814 homens e 896 mulheres entre os 60 e 69 anos;
658 homens e 568 mulheres entre os 70 e os 79;
619 homens e 1.052 mulheres casos com mais de 80 anos.

óbitos:
1 homem e 3 mulheres entre os 40 e os 49 anos
8 homens e 2 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
26 homens e 12 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
53 homens e 34 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
116 homens e 125 mulheres com mais de 80 anos.

Consulte aqui o boletim na íntegra