Politica

Maçonaria trava sessões por Skype e exige regras de prudência

Maçons foram alertados que “tais plataformas procedem à gravação de som e imagem”. Referir cargos ou nomes simbólicos não é permitido. 

Os maçons receberam uma mensagem em que são alertados que devem obedecer a “algumas regras de prudência e bom senso” nas reuniões que estão a realizar por Skype.

Os trabalhos foram interrompidos no Grande Oriente Lusitano (GOL) devido à pandemia e algumas lojas estão a promover reuniões através das novas tecnologias. Já foram, porém, alertados que “os encontros virtuais de obreiros de uma oficina devem manter-se estritamente no âmbito das relações fraternas e de amizade, não se devendo, em caso algum, seguir qualquer ritual, referir cargos ou nomes simbólicos”.

Na mensagem enviada aos maçons, a que o i teve acesso, são aconselhadas “algumas regras de prudência”, porque “tais plataformas procedem à gravação de som e imagem de todas as sessões que nela decorrem”. Essa prática, explica a mesma mensagem, “não é aceitável entre os maçons do Grande Oriente Lusitano”.

A pandemia obrigou o GOL a desconvocar as eleições para escolher o sucessor de Fernando Lima, tal como o i avançou na edição desta quarta-feira. Estavam marcadas para dia 6 de junho, mas só irão realizar-se “quando estiverem reunidas condições”.

Fernando Lima continuará à frente da instituição até que terminem as restrições por causa do coronavírus. O gestor já garantiu que não tenciona recandidatar-se. Numa mensagem enviada aos elementos do GOL, no mês de fevereiro, Lima declarava “total indisponibilidade para continuar e deixou um apelo para que “os caminhos que o GOL vem trilhando prossigam”. O ainda grão-mestre aproveitou para reafirmar que os maçons “não devem ter medo de se assumirem claramente e sem tibieza, humildes mas corajosos”.