Sociedade

Rui Pinto em prisão domiciliária? "Finalmente", diz Ana Gomes

Ex-eurodeputada reagiu à recente notícia de que Rui Pinto vai ser colocado em prisão domiciliária.

DR  

A ex-eurodeputada Ana Gomes reagiu, esta quarta-feira, através das redes sociais, à libertação do hacker Rui Pinto, que foi colocado em prisão domiciliária.

"Finalmente! O denunciante do Footballleaks e Luandaleaks foi libertado da prisão em Portugal e vai colaborar com investigações criminais", escreveu Ana Gomes no Twitter.

Rui Pinto estava em prisão preventiva há mais de uma ano - desde 22 de março de 2019. Foram os advogados do hacker que comunicaram a alteração da medida de coação.

“Na presente data, foi revogada a medida de coação de prisão preventiva aplicada a Rui Pinto, tendo o mesmo abandonado já as instalações do estabelecimento prisional anexo à PJ [Policia Judiciária]. Rui Pinto encontra-se agora sujeito à medida de obrigação de permanência na habitação, cumulada com a proibição de acesso à internet, sob responsabilidade da Polícia Judiciária”, diz um comunicado enviado à Lusa pelos advogados William Bourdon, Francisco Teixeira da Mota e Luísa Teixeira da Mota.

A TVI avançou que o hacker português aceitou colaborar com a Justiça. De acordo com a estação de Queluz de Baixo, Rui Pinto vai passar a trabalhar com a PJ no combate a fenómenos de criminalidade económico-financeira.