Desporto

Cristiano Ronaldo fica na Madeira após confinamento em Itália ter sido prolongado

Primeiro-ministro alargou períodos de contenção até 3 de maio.

O jogador português tinha de se apresentar esta semana em Itália, mas o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, decidiu, na sexta-feira, prolongar as restrições e o confinamento até 3 de maio, para conter a propagação do coronavírus, naquele país que continua a ser o que tem o registo de óbitos mais alto.

Na sequência deste prolongamento, Cristiano Ronaldo decidiu continuar na Madeira.

"É uma decisão difícil mas necessária, pela qual assumo total responsabilidade", anunciou o primeiro-ministro em mensagem ao país, referindo-se ao alargamento do prazo de confinamento que deveria terminar no dia 13 de abril.

No entanto, alguns estabelecimentos, como livrarias, lojas de artigos de papelaria, lojas infantis, vão poder reabrir a partir de dia 14 de abril, próxima terça-feira.