Desporto

Piloto da NASCAR é suspenso por chamar "preto" durante corrida virtual

Kyle Larson foi suspenso por tempo indeterminado

A NASCAR anunciou esta segunda-feira que suspendeu o piloto Kyle Larson por usar a "n-word" [chamar de preto] durante uma uma corrida virtual do iRacing, realizada este domingo. 

O piloto da Chip Ganassi Racing estava com alguns problemas no áudio e perguntou: “Preto, estás a ouvir-me?”. 

A transmissão contava não só com outros pilotos da NASCAR, como também estava a ser acompanhada pelo público.

A equipa do piloto californiano não demorou a reagir ao sucedido, garantindo que não se revê neste tipo de atitudes. “Estamos extremamente desapontados com o que Kyle disse na noite passada durante um evento de corrida. As palavras que ele escolheu são ofensivas e inaceitáveis. A partir deste momento, suspenderemos Kyle, sem remuneração, enquanto trabalhamos nesta situação com todas as partes apropriadas", escreveu em comunicado.

Já a NASCAR lembrou que fez da diversidade e da inclusão uma prioridade e que não irá tolerar este tipo de comportamentos. "As nossas diretrizes de conduta dos membros são claras a esse respeito e vamos aplicá-las para manter um ambiente inclusivo para toda a nossa indústria e base de fãs", explicou através de uma nota publicada no seu site oficial.

O piloto usou entretanto as redes para pedir desculpa: "Cometi um erro e disse a palavra que nunca deveria ser dita, e não há desculpa para isso. Eu não fui criado assim. Admito que é uma coisa terrível de se dizer e sinto muito pela minha família, pelos meus amigos, pelos meus parceiros, pela comunidade NASCAR e, especialmente, pela comunidade afro-americana. Reconheço que, provavelmente, o dano é irreparável, mas queria que soubessem o quanto sinto muito".