Sociedade

Espanha obriga autocarro com destino à Suíça a voltar a Portugal devido a excesso de passageiros

Passageiros chegaram a ser divididos por dois autocarros, mas uns quilómetros à frente voltaram a ficar instalados em apenas um, o que não respeitava as atuais regras de distanciamento nos transportes. Reincidente na infração, veículo com destino à Suíça foi obrigado a regressar ao território português.

A polícia espanhola intercetou em Zamora um autocarro que se dirigia à Suíça, o veículo de passageiros foi obrigado a regressar a Portugal, por ter um número de passageiros superior ao permitido atualmente, no âmbito do estado de emergência em vigor em Espanha, decretado devido à pandemia.

O mesmo veículo já tinha sido intercetado antes, na fronteira com a Galiza, onde as autoridades espanholas obrigaram os passageiros a serem divididos por dois veículos. O que foi feito, ainda que durante pouco tempo, pois alguns quilómetros depois todos os ocupantes dos dois autocarros voltaram a ser colocados em apenas um, adiantou a Guardia Civil, através de um comunicado.

Foi quando uma nova patrulha deu conta do não cumprimento das regras. Embora os agentes não tivessem sabido de imediato que o condutor já tinha sido advertido e instado a corrigir a situação quando atravessou a fronteira.

O autocarro já estava em Zamora na região de Castela e Leão, quando foi obrigado a voltar para Portugal, por se tratar de um infrator reincidente.

O autocarro tinha como destino a Suíça, estando ainda prevista uma paragem em território francês.

Sublinhe-se que as regras de distaciamento social adotadas devido à covid-19 obrigam os passageiros nos autocarros e noutros transportes públicos a estarem separados com uma distância de mais de um metro o que os impede de se sentarem lado a lado.