Sociedade

Papa Francisco adia visita a Portugal. Jornada Mundial da Juventude realiza-se em 2023

O evento, instituído pelo Papa João Paulo II, em 1985, é considerado o maior evento organizado pela Igreja Católica, levando à participação de um a dois milhões de pessoas.


O Vaticano anunciou, esta segunda-feira, que a próxima edição da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) vai ser adiada por um ano, ficando assim agendada para agosto de 2023. O encontro, que junta milhares de católicos, estava previsto realizar-se em Lisboa no ano de 2022. Esta seria a segunda visita do Papa Francisco a Portugal depois de ter estado presente no Centenário ads Aparições, em 2017, quando a canonização dos pastorinhos Jacinta e Francisco Marto

Em comunicado, o Vaticano explica que, à semelhança do que acontece com este encontro, também o Encontro Mundial da Família também será adiado um ano, realizando-se em junho de 2022, na cidade de Roma.

Estas alterações prendem-se com a “atual situação de saúde e suas consequências no movimento e agregação de jovens e famílias”, pode ler-se na nota.

A organização da JMJ já reagiu a esta decisão, que foi recebeida com “naturalidade e confiança”. "As atuais circunstâncias de saúde pública, as consequências económicas que daí advêm e, sobretudo, a necessidade de concentrar esforços e recursos no apoio aos mais fragilizados levaram o Papa Francisco a anunciar que a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) terá lugar em 2023, em Lisboa", explica a organização, em comunicado.

O evento, instituído pelo Papa João Paulo II, em 1985, é considerado o maior evento organizado pela Igreja Católica, levando à participação de um a dois milhões de pessoas.