Desporto

Djokovic: “Não quero ser obrigado a vacinar-me”

Número um mundial revelou ser contra a ideia de ter que se vacinar para um eventual regresso à competição 

O tenista sérvio Novak Djokovic, número um mundial, revelou ser contra a ideia de ter que se vacinar para um eventual regresso à competição e considerou que as viagens serão “o principal desafio” para os jogadores. 

"Pessoalmente sou contra a vacinação e não quero ser forçado por alguém a ter que ser vacinado para poder viajar. No entanto, caso passe a ser obrigatório, terei que tomar uma decisão. Tenho a minha maneira de ver as coisas, mas terei que mudar alguma coisa", declarou o sérvio.

"Não sei o que vai acontecer. No caso de a temporada ser retomada em julho, agosto ou setembro, o que eu não acredito, percebo que a vacina seja obrigatória para os atletas. Mas para já ainda nem sequer há vacina. Vamos ver", acrescentou.