Desporto

Federação Portuguesa de Ténis anuncia apoio de meio milhão de euros para ajudar na retoma da atividade

Verba pretende minimizar o impacto económico decorrente da pandemia de covid-19

 

A Federação Portuguesa de Ténis (FPT) anunciou a criação de um pacote de medidas excecionais para ajudar na retoma da atividade desportiva, que acontecerá de forma faseada ao longo dos próximos três meses.

No total, a FPT vai disponibilizar um montante que ascende a meio milhão de euros, com o objetivo de apoiar todos os intervenientes que se viram obrigados a uma paragem forçada por causa do novo coronavírus. “Estamos atentos ao evoluir da situação e, caso se justifique, poderemos reforçar estes apoios”, disse Vasco Costa, presidente da FPT.

Para garantir a segurança dos atletas, a FPT irá ainda disponibilizar material de desinfeção, tendo celebrado também um protocolo com empresa de produtos de desinfeção e higienização para compra de material com desconto.

A FPT garante ainda aos jogadores, profissionais e amadores, a recalendarização, sempre que possível, dos torneios nacionais e internacionais, para que possam preparar da melhor forma o seu regresso à competição.

"A saúde pública é a nossa maior prioridade, mas estamos convictos de que é tempo de retomarmos gradualmente a nossa atividade. Estamos cientes de que esta paragem forçada tem colocado diversos desafios aos clubes, jogadores, treinadores e árbitros, e demais intervenientes e, por isso, não poderíamos deixar de estar ao lado de quem faz do ténis um dos desportos mais admirados mundialmente", destacou o líder federativo.

"O pacote de medidas que preparámos é um balão de oxigénio e acreditamos que vai ajudar a relançar a atividade, para que rapidamente possamos voltar ao nível de atividade pré-pandemia", acrescentou.