Opiniao

Com um abraço de Abril, por Vasco Lourenço

Não acredito em bruxas! ... mas que as há, há! – dizem alguns! Foi numa sexta feira 13 que eu e a minha mulher ficámos confinados em casa.

Dos dois, apenas eu saí, por duas vezes, para atravessar a rua e ir à farmácia, mesmo em frente à minha casa.

Em casa, como passo o tempo?

Sentado, sem fazer grandes exercícios físicos, o que desde logo não é nada benéfico para a recuperação das fracturas sofridas no início de Agosto.

Da fisioterapia interrompida, vou fazendo alguns exercícios práticos, nomeadamente os que a escrita me obriga a fazer.

Sim, porque tenho escrito como há muito o não fazia! Os meus parceiros da Direcção da Associação 25 de Abril já dizem que vou dar em escritor, passada a crise, se compilar o que tenho produzido, vai sair um livro!

Leia o artigo na íntegra na edição impressa do SOL. Agora também pode receber o jornal em casa ou subscrever a nossa assinatura digital.

 

por Vasco Lourenço
Presidente da Associação 25 de Abril