Sociedade

Utilização de bicicletas GIRA deve ser gratuita em Lisboa, defende PAN

Este meio de transporte é uma forma de "prevenção" à covid-19 e "de melhoria da saúde individual e pública", defende o partido.

Utilização de bicicletas GIRA deve ser gratuita em Lisboa, defende PAN

O Grupo Municipal do PAN - Partido Animais e Natrueza de Lisboa quer que a câmara municipal disponibilize gratuitamente bicicletas da rede Gira a toda a população até ao final do ano, visto este meio de transporte ser uma forma de "prevenção" à covid-19 e "de melhoria da saúde individual e pública", defendem numa nota enviada ás redações, onde afirmam ter enviado um requerimento à CML com o pedido. 

“A COVID-19 continuará a ser um desafio com o qual teremos de aprender lidar, pelo menos enquanto não for encontrada uma vacina, pelo que as cidades terão de se adaptar gradualmente para retomar a atividade social e económica, sem descurar as devidas precauções e mantendo o distanciamento social, questão especialmente complicada quando falamos da utilização de transportes públicos”, explica a deputada Inês de Sousa Real.

O partido questionou ainda a Câmara Municipal se já está a ser articulado um plano com a Direção Geral de Saúde sobre a "definição das regras adequadas de afastamento e de utilização destas bicicletas comunitárias, bem como das ciclovias no geral, para que os utilizadores deste meio de transporte possam ser corretamente informados e protegidos", pode ler-se no comunicado. 

O PAN defende ainda que a utilização das biciceltas GIRA deve estar incluída no passe metropolitano, que abrange 18 municípios, "pois a sua integração, com preços mais acessíveis, contribuirá para uma maior utilização, em detrimento do transporte individual". 

Inês de Sousa Real sublinha que desde o começo da pandemia a qualidade de ar na capital tem aumentado devido à diminuição da poluição, algo que a CML deve valorizar e tentar manter com o levantamento das medidas de restrição. "Apesar deste momento difícil que vivemos, devem ser  incentivadas novas políticas que ajudem a salvaguardar a saúde pública e ao mesmo tempo a promover um  planeamento urbano mais sustentável, onde as ciclovias e a bicicleta devem assumir um papel cada vez mais  preponderante, questão que foi aliás sempre defendida pelo PAN na Assembleia Municipal de Lisboa”, defende a deputada do PAN. 

Os comentários estão desactivados.