Vinagrete

Empresários do Turismo adoram Estado

Os empresários do Turismo só mostram ser como todos os outros. Não gostam nada do Estado, mas adoram pedinchar-lhe muito.

Achei divertido ler uma notícia, dada de resto pelo próprio presidente da Federação do Turismo de Portugal, segundo a qual os empresários do ramo preferiam que fosse a organização governamental Turismo de Portugal a distribuir as ajudas do Estado por causa do Covid-19 por si, do que fosse a própria Confederação doTurismo de Portugal.

Não será isto, de qualquer modo, um excesso de amor pela Estado e pelas suas ‘ajudas’? Não seria melhor organizarem-se entre eles e a sua Confederação, em princípio, por si eleita? Ou afinal são muito pouco liberais e demasiado estatistas, como quase todos os empresários portugueses? Mesmo sabendo desde já que no meio de Portugal, como país de essencialmente serviços, o turismo é dos sectores mais sacrificados.

Pedro d'Anunciação