Sociedade

Juiz Carlos Alexandre adia sessões do processo Hells Angels

O processo tem 89 arguidos do grupo motard Hells Angels que elaboraram um plano para aniquilar um grupo rival, em março de 2018. 

Todas as sessões do processo Hells Angels foram adiadas pelo juiz Carlos Alexandre, por tempo indeterminado. De acordo com a SIC, o sistema eletrónico Webex, utilizado pelos tribunais numa altura em que o novo coronavírus obrigou os estabelecimentos a encerrarem, não é suficiente para continuar o processo na visão do juiz. 

Carlos Alexandre irá agora aguardar pelas medidas de revogação, que serão aprovadas no Parlamento, sobre os prazos judiciais para voltar a marcar as sessões. De acordo com declarações da ministra da Justiça, esta quarta-feira, a reabertura dos tribunais "deverá acontecer ainda este mês" e que a partir do momento que as medidas de revogação sejam aprovadas pelo Parlamento portanto "os atos judiciais passarão a ser praticados com mais intensidade". 

Recorde-se que o processo tem 89 arguidos do grupo motard Hells Angels que elaboraram um plano para aniquilar um grupo rival, em março de 2018. Na prática, utilizaram, além da força física, várias armas. Os arguidos estão acusados de associação criminosa, tentativa de homicídio qualificado agravado pelo uso de arma, ofensa à integridade física, extorsão, roubo, tráfico de droga e detenção de armas e munições entre outros crimes.