Economia

Criação de novas empresas recua 74,4% em abril

Lisboa lidera com 4281 novas empresas, um decréscimo de 32,4% face ao mesmo período do ano passado, o Porto regista 2402 novas empresas, uma diminuição de 34,4%.

A criação de novas empresas teve um recuo de 74,4% em abril, em consequência da pandemia de covid-19 e das limitações de atividade impostas ao abrigo do estado de emergência, divulgou  a Iberinfom.

Por regiões, Lisboa lidera com 4281 novas empresas, um decréscimo de 32,4% face ao mesmo período do ano passado, o Porto regista 2402 novas empresas e uma diminuição de 34,4%, e na terceira posição está Braga, com 973 novas empresas e uma redução homóloga de 35,7%. 

Em termos percentuais, os decréscimos mais acentuados pertencem aos distritos de Aveiro (60,4%), Leiria (43,3%), Évora (42,7%) e Bragança (42%).


Até ao final do mês de abril, apenas o setor da eletricidade, gás e água apresentava um aumento, de 6,9%, com 77 novas empresas. Já as diminuições mais significativas verificam-se na indústria extrativa (-80%), no comércio por grosso (-37,9%), na construção e obras públicas (-37,7%) e comércio a retalho (-37,5%).

O setor da hotelaria e restauração baixa 37,1%, com menos 769 constituições, decrescendo de 2071 em 2019 para 1302 novas empresas no mesmo período deste ano.