Sociedade

Pai e madrasta de Valentina recebidos com insultos à entrada do tribunal

Autópsia revelou agressões violentas antes da morte da criança de nove anos, inicialmente dada como desaparecida e encontrada morta três dias depois.

O pai e a madrasta de Valentina chegaram, esta terça-feira de manhã, ao Tribunal de Leiria para serem presentes ao juiz para o interrogatório judicial. Ambos estão "fortemente indiciados" pelo homicídio da menina de nove anos, encontrada morta em Peniche

À chegada dos suspeitos ao tribunal, estavam dezenas de populares que manifestavam a sua revolta e indignação, insultando os dois detidos.

Sublinhe-se que o interrogatório estava inicialmente marcado para ontem, tendo sido adiado por pedido do Ministério Público que queria esperar pela conclusão da autópsia de Valentina, cujos resultados preliminares apontam para agressões violentas, contrariando a tese acidental apresentada pelo pai da menina.