Politica

Plenários. Conferência de líderes discute regresso

A Conferência de Líderes vai discutir hoje as medidas para que a normalidade comece a ser restaurada durante os plenários. A distribuição dos deputados por várias salas ou a presença destes nos gabinetes é uma das hipóteses em cima da mesa, depois de a redução do número de deputados ter sido uma das medidas impostas devido à pandemia.

A hipótese “mais viável”, para Ferro Rodrigues, é a distribuição dos deputados pela Sala das Sessões e Sala do Senado. Caso esta hipótese seja adotada ficam ainda a faltar 20 lugares para um total de 230 deputados.

Ficou decidido, no entanto, que os grupos parlamentares podiam apresentar propostas de melhoramento. Não houve propostas por parte do BE, PCP e PEV, enquanto PS e PSD remeteram esclarecimentos para depois da Conferência. Já o CDS propôs que os deputados sejam distribuídos por três salas e que usem circuitos diferentes. O PAN propôs que os plenários funcionem com o número mínimo de deputados e os restantes por vídeochamada. André Ventura defendeu que “a retoma dos trabalhos com normalidade deve ser feita com a maior cautela possível, cumprindo sempre o estipulado pela DGS”.