Economia

Produção automóvel afundou 95,7% em abril

 A Europa continuou a ser o mercado líder no que se refere às exportações dos veículos fabricados em Portugal.

A produção de automóveis afundou 95,7% em abril, comparando com o mesmo mês de 2019, para 1238 veículos automóveis ligeiros e pesados, refletindo o impacto da covid-19, de acordo com os dados divulgados pela  Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

“Em abril de 2020, o setor automóvel ainda reflete as consequências da pandemia covid-19 produzindo apenas 1.238 unidades, menos 95,7% do que o mesmo período do ano anterior. Pela primeira vez, em Portugal, não se produziram comerciais ligeiros”.   

Entre janeiro e abril registou-se um decréscimo de 36,3% na produção, em comparação com o período homólogo, o equivalente a 78.442 unidades fabricadas. Por categoria, nos primeiros quatro meses do ano, foram produzidos 63335 ligeiros de passageiros, menos 37,7% face ao primeiro quadrimestre do ano anterior. No mesmo período, foram fabricados 14.149 comerciais ligeiros, o equivalente a uma redução homóloga de 27,5%.

Já o fabrico de veículos pesados, no período em causa, fixou-se, por seu turno, em 958 unidades, menos 49,4%. Em abril foram ainda montados 12 veículos pesados, uma queda de 96% face a igual mês do ano anterior. 

 A Europa continuou a ser o mercado líder no que se refere às exportações dos veículos fabricados em Portugal, representando 97,5% do total, com destaque para países como Alemanha (19,6%), França (16,7%), Itália (15,7%), Espanha (11,2%) e Reino Unido (9,9%).