Internacional

Maioria dos trabalhadores norte-americanos têm medo de levar vírus para casa

O medo é ainda maior entre as minorias: quase sete em cada 10 trabalhadores hispânicos e negros receavam levar o vírus para os seus lares, infetando as suas famílias.

A maioria dos norte-americanos a trabalhar fora de casa têm medo de poderem estar a ser expostos aos vírus no trabalho e de infetar as suas famílias, revela uma sondagem do Washington Post e da Ipsos publicada esta sexta-feira.

Com mais de oito mil entrevistados, quase seis em cada dez trabalhadores norte-americanos revelaram essa preocupação, entre o final de abril e o início de maio.

O medo é ainda maior entre as minorias: quase sete em cada 10 trabalhadores hispânicos e negros receavam levar o vírus para os seus lares, infetando as suas famílias.

Quase 1 em cada 3 cidadão americanos – e mais de metade daqueles com empregos – saiu de casa pelo menos uma vez por semana, durante o período dos inquéritos, revela a sondagem.   

Já 13%  dos entrevistados não têm seguro de saúde e mais de um terço dizem que sofrem, ou alguém que viva na mesma residência, de algum tipo de doença crónica grave.