Economia

Esplanadas em Lisboa com isenção de taxas

Porto com 123 esplanadas já autorizadas a aumentar área.

 

O presidente da Câmara Municipal de Lisboa revelou que vai ser prolongada até o final do ano a isenção de taxas para instalação de esplanadas, com a possibilidade de maior espaçamento.

De acordo com Fernando Medina,  a decisão será tomada na próxima semana e foi “consensualizada entre todos os partidos, em colaboração com as juntas de freguesia da cidade”.

A ideia, de acordo com o autarca, é prolongar esta isenção "com a possibilidade de - sendo isso possível, mantendo grandes canais para circulação pedonal - haver algum espaçamento das esplanadas e até alargamento".

"O que queremos transmitir é um sinal positivo, de confiança, à restauração", reforçou.

O autarca e dirigente socialista considerou que Portugal está agora "numa fase de nova confiança relativamente à pandemia" e que o comércio está preparado "para acolher todos em segurança".

Porto com 123 esplanadas já autorizadas a aumentar área

Já a câmara do Porto revelou este domingo que 123 esplanadas da cidade já foram autorizadas a aumentar a área, num total de 810 metros quadrados e uma taxa de ampliação de cerca de 60%, para fazer face à covid-19.

Com este regime "transitório" para contornar os "constrangimentos" no interior dos estabelecimentos devido à covid-19 (a reabertura prevista para segunda-feira está condicionada a metade da lotação habitual), o município "passa a admitir a ocupação de lugares de estacionamento com estrados para esplanadas".

De acordo com a autarquia, as mesmas 123 esplanadas ocupavam "1.360 metros quadrados de espaço público na cidade", crescendo agora "para os 2.170 metros quadrados".

Para a autarquia, "esta imediata e expressiva adesão dos empresários do setor da restauração e bebidas, e dos empreendimentos turísticos à medida anunciada precisamente há uma semana, é reveladora da sua pertinência"