Sociedade

Treze farmácias tiveram de fechar e dois profissionais morreram

Bastonária lamenta morte de dois profissionais mas congratula-se com o facto de apenas 13 farmácias terem encerrado temporariamente devido ao surto de covid-19.

Treze, das três mil, farmácias foram obrigadas a fechar durante um período devido a casos positivos de covid-19, afirmou a bastonária da Ordem dos Farmacêuticos, esta terça-feira. Ana Paula Martins revelou ainda que dois profissionais morreram na sequência da doença.

"Já as reabrimos, mas também tivemos pelo menos dois casos fatais", adiantou a responsável aos jornalistas, após uma visita a uma farmácia em Benfica, em Lisboa, onde fez, em conjunto com o bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, uma entrega simbólica de máscaras cirúrgicas no âmbito do projeto ‘Todos por quem Cuida’.

Apesar de lamentar a morte por covid-19 de dois profissionais do universo das farmácias portuguesas, a bastonária congratulou-se pelo facto de a epidemia no país ter obrigado ao encerramento temporário de apenas 13 farmácias, de um total de três mil espaços.

"Felizmente foi bom", disse, sublinhando que "as farmácias são unidades pequenas e quando num espaço há um covid positivo, mesmo com equipas em espelho - a maior parte nem pode fazer isso porque não tem pessoas suficientes - têm de encerrar".