Sociedade

Já foram infetados 3.317 profissionais de saúde

Graça Freitas e António Sales abordaram vários assuntos, esta quinta-feira, como o aumento da testagem no país, o surto na Sonae na Azambuja e a evolução da covid-19 no verão. 

Segundo o balanço diário das autoridades da saúde, existem 29.912 casos do novo coronavírus confirmados em Portugal, mais 252 infetados. Verificam-se 608 casos em internamento, 92 em UCI, menos um caso que ontem. 72.1% do total de casos estão em tratamento domiciliar.

Existem 6.452 casos de recuperação o que representa 21.6% dos casos confirmados. Até à data, foram registados 1277 óbitos. A taxa de letalidade global é de 4.3%, e em pessoas com mais de 80 anos é de 16.3%.

O secretário de Estado da Saúde afirma que todos os dias as autoridades de saúde aumentam a vigilância sobre os pacientes infetados que se encontram em casa.

Em relação à aplicação Trace Covid, existem cerca de 73.520 profissionais na aplicação. 398 mil utentes já estiveram inscritos na plataforma, dos quais cerca de 16 mil encontram-se sob vigilancia clínica. A linha SNS recebe 5.500 chamadas por dia. A linha de atendimento para cidadãos surdos, lançado a 21 de abril, recebeu 66 chamadas.

Desde o dia 1 de março, foram realizados mais de 698 mil testes diagnóstico à covid-19. Recentemente, os laboratórios aumentaram o número de amostras processadas diariamente. António Sales fala sobre a retoma da programação convencional nos hospitais, no que toca a consultas e cirurgias, e diz que tem vindo a ser feita de uma "forma gradual e progressiva e de acordo com as próprias capacidades das instituições". O secretário de Estado da Saúde voltou a apelar à população que se sinta segura para procurar cuidados hospitalares quando for necessário e diz que os espaços estão seguros.

Questionada sobre a época balnear, Graça Freitas afirma que vão ser publicadas brevemente algumas orientações sobre as regras a cumprir. No que toca aos nadadores-salvadores e a sua segurança nas praias, a diretora-geral da Saúde diz que serão seguidas as recomendações do Conselho Nacional de Reanimação do Instituto de Socorros a Náufragos.

Sobre o surto na Sonae, na Azambuja, Graça Freitas afirma que já foram realizados 339 testes e 70 pessoas acusaram positivo, "Estão todos clinicamente bem, não estão internados. São trabalhadores jovens, muitos vivem em conjunto - são pessoas deslocadas", afirma. Outras empresas na Azambuja também realizaram testes aos colaboradores, no entanto, até à data, não houve registo de novos casos.

No total, são já 3317 os profissionais de saúde infetados: 480 são médicos, 1088 enfermeiros, 935 assistentes operacionais, 159 assistentes técnicos e 105 são técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica e 550 profissionais de saúde de outras unidades. "Já há 1071 profissionais de saúde recuperados", frisou António Sales.

Em relação aos testes serológicos terem começado a ser realizados em vários municípios por iniciativa da autarquia, António Sales sublinha que no futuro estes "serão muito importantes" e que o Instituto Ricardo Jorge tem um projeto piloto que está a ser desenvolvido.

Sobre o que se deve esperar da evolução da covid-19 no verão, Graça Freitas relembra que "os outros coronavírus - os quatro que são sazonais - começam a ter uma atividade muito baixa na Primavera e no Verão. Se este vírus tiver esse comportamento teremos um alívio no número de casos no Verão, mas não sabemos", frisou. "Temos de continuar a vigilância e a tomar medidas para o pior cenário."Singapura - que está no Equador - teve surtos de covid-19. E é um país quente", exemplificou.