Sociedade

Aviões vão deixar de ter lotação de passageiros reduzida a partir de junho

Estas decisões vão passar a entrar em vigor a partir do dia 1 de junho. 

Um comunicado enviado pelo gabinete do ministro das Infraestruturas e da Habitação diz que "a partir do dia 1 de junho o transporte aéreo deixará de estar limitado a uma lotação de passageiros de 2/3" e que o uso de máscara comunitária é obrigatório nos aviões".

Neste documento ainda está escrito que "importa agora alinhar as regras nacionais pelas regras europeias no que toca ao transporte em aviação civil, em que uma estratégia europeia e internacional uniformes são fundamentais para a retoma do setor e da confiança dos passageiros".

"Em termos internacionais, têm vindo a ser estudadas e propostas recomendações sobre um conjunto de medidas sanitárias de combate à epidemia SARS-CoV-2 no setor dos transportes aéreos e a limitação de capacidade das aeronaves não faz parte dessas recomendações", refere o Governo, adiantando que "não se justifica, por isso, que Portugal as mantenha, prejudicando as companhias sujeitas à sua jurisdição".

O executivo recorda que "a permanente avaliação nacional sobre a utilização de transportes públicos no decorrer da crise sanitária provocada pela pandemia covid-19 levou o Governo, num primeiro momento, a decretar uma redução da lotação de passageiros nos aviões" para dois terços.