Politica

Eduardo Cabrita admite que fronteiras podem reabrir mais cedo

O ministro da Administração Interna assume que é possível imaginar um verão como emigrantes no país. 

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, assumiu, esta sexta-feira, que devido aos números animadores perante o desconfinamento, o Governo já pensa em "alargar gradualmente o movimento de pessoas nas fronteiras", quer "aéreas como terrestres" para "animar" a economia local.

Durante uma visita ao Centro de Cooperação Policial e Aduaneira de Vilar Formoso, Eduardo Cabrita sublinha que é possível imaginar um verão "com emigrantes" no país devido à evolução da curva epidemiológica do novo coronavírus ser baixa. 

O Governo tinha anunciado anteriormente que as fronteiras iam estar sob controlo até dia 15 de junho mas que esta decisão poderia ser alterada com o tempo, dependente da evolução da doença.