Internacional

Filhos de jornalista saudita perdoam assassinos do pai

Estes cinco homens, dos quais não se conhecem os nomes, foram sentenciados à morte em dezembro. O julgamento foi criticado por grupos dos direitos humanos, depois de ter exonerado dois homens do círculo próximo do príncipe herdeiro, Mohamed bin-Salman.

Os filhos do jornalista saudita Jamal Khashoggi disseram que «perdoam» os assassinos do seu pai, algo que deverá garantir a clemência aos cinco, algo que deve conceder clemência aos cinco condenados no corredor da morte.

«Nesta noite sagrada neste mês abençoado [Ramadão], nós, filhos de Jamal Khashoggi, anunciamos que perdoamos aqueles que matara o nosso pai», escreveu no Twitter o filho do colunista do Washington Post, Salah Khashoggi.

Estes cinco homens, dos quais não se conhecem os nomes, foram sentenciados à morte em dezembro. O julgamento foi criticado por grupos dos direitos humanos, depois de ter exonerado dois homens do círculo próximo do príncipe herdeiro, Mohamed bin-Salman.