Vida

"Não quero estas pessoas demitidas, quero-as atrás das grades por homicídio"

A história de George Floyd está a tornar-se viral nas redes sociais.

A história de George Floyd, o homem que morreu na sequência de uma detenção nos Estados Unidos, esta segunda-feira, depois de um polícia ter colocado os joelhos no seu pescoço durante mais de cinco minutos, levou várias figuras públicas a manifestaram-se contra a situação 

Carolina Deslandes foi um delas. A cantora mostrou-se revoltada com o facto de os agentes terem sido demitidos e não presos, através da sua página de Instagram. "Os polícias responsáveis pela morte de George Floyd foram demitidos. Demitidos. Depois de matarem uma pessoa inocente. Depois de ignorarem os seus pedidos de ajuda e depois de o ouvirem dizer várias vezes que não conseguia respirar. Não quero estas pessoas demitidas, quero-as atrás das grades por homicídio, abuso de poder", começou por escrever a cantora. "Ser negro não pode ser uma sentença de morte. Ser negro não pode ser ter de dizer adeus a cada vez mais pessoas que são mortas e esquecidas. Isto é uma preocupação de TODOS", acrescentou.

Num vídeo que se tornou viral nas redes sociais, pode ouvir-se Floyd a gritar por ajuda e a dizer que não consegue respirar.  Além das queixas do homem, pode também ouvir-se no vídeo uma mulher a insultar o agente, a dizer que este está a gostar de estar a magoar o detido e a dizer-lhe que este está a sangrar do nariz.