Politica

Marcelo agradece "sentido de Estado" das confissões religiosas

Mais de dois meses depois, celebrações religiosas estão de volta.

No dia em que voltam a ser permitidas as celebrações religiosas, Marcelo Rebelo de Sousa agradeceu às confissões religiosas o sentido de Estado e de "serviço à vida e à saúde" durante os últimos dois meses de pandemia.

Numa mensagem partilhada no 'site' da Presidência da República, o chefe de Estado escreve que "no momento em que as confissões religiosas regressam à prática de atos coletivos públicos de culto, o Presidente agradece o sentido de Estado e, sobretudo, de serviço à vida e à saúde que demonstraram, ao longo de dois meses e meio, a pensar nos portugueses e em Portugal".