Internacional

Grécia volta a abrir portas a turistas. Portugueses estão de fora

 A lista elaborada pelo Governo não agradou a Portugal.

A Grécia voltou a abrir portas aos turistas, depois de ter mantido as fronteiras fechadas de modo a conter a propagação da covid-19, e lançou uma lista de países que podem voltar a visitar o território a partir do dia 15 de junho. No entanto, Portugal não consta desta lista elaborada pelo Governo grego.

A lista não agradou a Portugal e, segundo Marta Temido, pode colocar em causa as "regras da União Europeia".  "Esta pandemia não conhece fronteiras e, sobretudo, num contexto de União Europeia onde os habitantes circulam, tem de ser considerada com particular atenção", afirmou a ministra da Saúde. 

Pessoas que residem em países como o Reino Unido, França, Espanha e Itália, que contam com um grande número de pessoas infetadas com o novo coronavírus, também estão proibidas de visitar o território grego. 

Os 29 países cujos cidadãos poderão viajar para a Grécia são os seguintes: Albânia, Austrália, Áustria, Macedónia do Norte, Bulgária, Alemanha, Dinamarca, Suíça, Estónia, Japão, Israel, China, Croácia, Chipre,  Letónia, Líbano, Lituânia, Malta, Montenegro, Roménia, Nova Zelândia, Noruega, Sérvia, Eslováquia, Eslovénia, República Checa e Finlândia. 

No dia 1 de julho a lista voltará a ser revista e de acordo com o Governo grego pode vir a ser alterada e, dependendo da evolução da covid-19, esta poderá vir a incluir mais países.