Vida

Revista ataca Kate Middleton. Palácio diz que afirmações são "falsas" e "distorcidas da realidade"

A publicação fala da alegada má relação entre a duquesa de Cambridge e Meghan Markle e de o facto de Kate Middleton se sentir sobrecarregada de trabalho depois do afastamento de Meghan e Harry da família real.

A guerra entre a família real britânica e a imprensa internacional é bastante conhecida. No entanto, apesar de Meghan Markle ter sido um dos assuntos principais dos jornais tablóides, desta vez foi a duquesa de Cambridge, Kate Middleton, o centro das atenções. 

Na semana passada, a revista Tatler publicou uma reportagem onde afirmava que a mulher do príncipe William tinha sido bastante agressiva com Meghan Markle e acusou a duquesa de colocar de parte a mulher de Harry. A publicação menciona ainda que Kate estava bastante chateada com o afastamento dos cunhados da realeza britânica visto o seu trabalho e funções para com a realeza terem aumentado e esta sentir-se sobrecarregada.

O Palácio de Kensington já emitiu um comunicado onde apelidou as informações de "falsas" e de "distorcidas da realidade". E de acordo com o Daily Mail, o casal decidiu recorrer ao tribunal e processar a publicação.  "É um ataque extremamente cruel e doloroso. É nojento. É sexista e envergonha o sexo feminino ao máximo", referiu uma fonte próxima da família real. "A peça está cheia de mentiras. Não é verdade que a duquesa se sinta assoberbada com o trabalho. É absurdo e completamente errado. (...) A Tatler pode pensar que consegue escapar, mas é lida pelos membros da realeza, sem bem que isto não faz diferença. É irónico com a revista preferida dos membros da realeza esteja a ser destruída por eles", completou.