Vida

Príncipe belga organiza festa ilegal em Espanha e fica infetado com covid-19

Todos os participantes da festa estão a cumprir um período de quarentena.

O príncipe Joaquim, sobrinho do rei Filipe da Bélgica, contraiu o novo coronavírus, depois de ter organizado uma festa privada em Córdoba, Espanha, com mais de 30 pessoas, no passado dia 26.

O filho da princesa Astrid não cumpriu com as normas impostas pelas autoridades de saúde espanholas, que limitam os ajuntamentos de pessoas a 10 participantes e veio a público pedir desculpa pela situação. "Gostaria de pedir desculpa por não ter respeitado todas as medidas de quarentena durante a minha viagem. Nestes momentos difíceis, não quis ofender ou desrespeitar ninguém", lê-se no comunicado do advogado do monarca de 28 anos, citado pela imprensa internacional. 

Todos os participantes da festa estão a cumprir um período de quarentena e as autoridades espanholas estão a investigar a realização da festa, visto o ajuntamento ser considerado um crime de desobediência no país. Os participantes na festa arriscam-se a pagar uma multa de 600 a 10 mil euros por terem infringido as regras da segunda fase de desconfinamento.

O presidente do Governo Regional da Andaluzia, Juan Manuel Moreno, veio a público criticar a atitude de Joaquim. "Foi uma enorme irresponsabilidade. Agora que estamos a ultrapassar a pandemia pela primeira vez não nos podemos fechar numa casa com 40 ou 50 pessoas numa festa, porque se há uma pessoa infetada, pode infetar o resto", apontou.