Politica

Costa revela que apoios à TAP já estão a ser discutidos em Bruxelas

O primeiro-ministro anunciou no debate quinzenal que os apoios à TAP já estão a ser discutidos em Bruxelas e serão formalizados "em breve".

O PEV abriu o debate quinzenal desta quarta-feira com a TAP. José Luís Ferreira considerou que “o Estado não pode ficar refém dos interesses privados”, sinalizando que a TAP deve estar nas mãos do Estado. O PEV também quis saber o que se passa com a dispensa de trabalhadores da Casa da Música e sobre a situação na RTP-Porto.

Na resposta, António Costa considerou que “na TAP há um equilíbrio de poderes razoável”.

O primeiro-ministro anunciou que o Governo está a trabalhar com o conselho de administração para alcançar um acordo para se ultrapassar a crise na companhia. Para já, os apoios a TAP estão, neste momento, na fase de “consultas prévias com a direção-geral da concorrência da União Europeia”. Contudo, Costa deixou o aviso que se houver mudanças na estrutura acionista, e alteração de encargos, então “tem de haver reavaliação da distribuição de poderes”.

Sobre a situação na RTP-Porto, “há 43 casos pendentes dos quais verdadeiramente já 39 tem aprovação de todos os membros do Governo que tem de intervir e há quatro que aguardam avaliação final do ministério das Finanças”. Quanto aos trabalhadores dispensados na Casa da Música, Costa garantiu que a ministra da Cultura já enviou uma missiva a pedir “informações “ sobre a situação aos dois representantes do Estado na Casa da Música.

O primeiro-ministro assegurou ainda ao PEV que a CP, Transtejo e a Soflusa já estão a repor a oferta.