Número de doentes internados diminuiu

Número de doentes internados diminuiu

Nas últimas 24 horas surgiram 377 novos casos e foram confirmados mais dez óbitos.

Segundo o boletim da situação epidemiológica em Portugal, revelado esta sexta-feira pela DGS, já morreram 1.465 pessoas infetadas com o novo coronavírus, desde o início do surto no país, mais dez óbitos face ao boletim de ontem.

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 377 casos, elevando o total de diagnósticos positivos para 33.969, que se traduz numa subida de 1,1%

O número de recuperados voltou a subir, passando de subiu de 20.323 para 20.526, mais 203 do que na atualização anterior.

A aguardar resultados laboratoriais estão 1.636 pessoas e as autoridades de saúde têm em vigilância 28.088 contactos. O boletim revela ainda que o total de casos suspeitos é agora de 334.923, dos quais 299.318 não se confirmaram.

Há oito concelhos com mais de mil infetados, sendo Lisboa o que regista maior número de casos positivos com 2.555, segue-se Vila Nova de Gaia com 1.580, Sintra com 1.521, Porto com 1.401, Matosinhos com 1.285, Braga com 1.233, Loures com 1.172 e Gondomar com 1.088.

A Área Metropolitana de Lisboa tem sido o foco das atenções das autoridades de saúde devido ao crescimento de contágios na região, destacam-se os concelhos da Amadora com 992 infetados confirmados, Odivelas com 642, Cascais com 625, Oeiras com 465 e Almada com 433.

Na tarde desta sexta-feira, a DGS emitiu uma nota de correção ao número de internamentos e pacientes nas unidades de cuidados intensivos. O boletim epidemiológico dava conta de 475 doentes internados, dos quais 64 se encontravam em Unidades de Cuidados Intensivos. No entanto, ao contrário do que tinha sido comunicado, são 421 internamentos reportados e não 475. Também o número de pessoas nos cuidados intensivos sofreu uma correção, são 58 e não 64.

Assim, face ao boletim de ontem (445 internados), houve uma diminuição do número de internados e não um aumento. Já o número de pacientes nos cuidados intensivos, não sofreu alterações.

Notícia atualizada pelas 19h15

Casos confirmados:
393 meninos e 362 meninas com menos de 10 anos;
533 rapazes e 637 raparigas entre os 10 e os 19 anos;
2.113 homens e 2.497 mulheres entre os 20 e 29 anos;
2.366 homens e 2.860 mulheres entre os 30 e 39 anos;
2.422 homens e 3.271 mulheres entre 40 e os 49 anos;
2.265 homens e 3.299 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
1.705 homens e 1.953 mulheres entre os 60 e 69 anos;
1.261 homens e 1.406 mulheres entre os 70 e os 79;
1.509 homens e 3.117 mulheres casos com mais de 80 anos.
14.567 casos do sexo masculino e 19.402 do sexo feminino

Óbitos:
1 homem e 1 mulher entre os 20 e os 29 anos;
1 mulher entre os 30 e os 39 anos;
10 homens e 7 mulheres entre os 40 e os 49 anos
31 homens e 15 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
87 homens e 43 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
168 homens e 112 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
424 homens e 565 mulheres com mais de 80 anos.
721 óbitos do sexo masculino e 744 do sexo feminino

Consulte o boletim na íntegra