Desporto

Pinto da Costa destaca "resposta extraordinária" a quem "levantou suspeitas" sobre "seriedade" das eleições

Pinto da Costa agradeceu a todos os sócios do FC Porto.

Jorge Nuno Pinto da Costa foi reeleito, este domingo, na presidência do FC Porto com 68,65% dos votos.

O dirigente, de 82 anos, agradeceu a todos os associados que se dirigiram às urnas e criticou aqueles que colocaram em causa a seriedade deste ato eleitoral.

"Muito contente com a forma como decorreu este ato eleitoral. Para quem pôs em dúvida a forma como poderia, levantou suspeitas da sua seriedade, teve uma resposta extraordinária da massa associativa. Exemplo de vitalidade, ordem, respeito e interesse na vida do FC Porto. É notável. Muita gente que teve receio de sair, não houve o mínimo de perigo de infração ou contágio. Exemplares. Agradecer aos que colaboraram e de modo particular ao presidente da Mesa Assembleia Geral. Terça termina funções. Agradecer ao conselheiro tudo o que fez pelo FC Porto", começou por dizer.

“Tenho que agradecer a todos os sócios, aos 8.480 que vieram, sinal de que sentem e vivem o FC Porto, de maneira especial aos que confiaram em mim, que num momento que não é fácil para ninguém, repito, não só para o FC Porto e clubes, vieram dar um voto de confiança, um sinal de estimulo que é muito importante para as batalhas que se seguem. Feliz por eles, confiam em mim, queriam que continuasse. Como sempre porei os interesses do FC Porto acima de tudo, farei tudo pelo FC Porto. Dá-me muito alento e prova que sou útil ainda ao FC Porto", acrescentou.

"São muitas prioridades. É o centro de estágios, é manter a competitividade que apresentamos, crescer a massa associativa e tê-la unida porque somos necessários para os combates que nos esperam. Quero também deitar-me com a consciência tranquila de que fiz aquilo que entendia ser melhor para o FC Porto sem ter medo de ninguém", frisou.

Pinto da Costa avança assim para o seu 15.º mandato como presidente dos ‘Dragões’, cargo que ocupa há 38 anos.