Vida

Cão fica uma semana sentado no local onde o dono se suicidou

A imagem do animal de quatro patas está a tornar-se viral nas redes sociais. 

DR
DR

O cão é o melhor amigo do Homem. E sem dúvida que uma história em Wuhan, onde surgiu o novo coronavírus, está a comprovar o ditado popular. O cão está, há uma semana, sentado numa ponte, à espera do dono que se suicidou no local.

O animal foi encontrado no dia 1 de junho por funcionários que estavam a fazer trabalhos de manutenção na infraestrutura. Ao início não se percebia o porquê do animal de quatro patas continuar no mesmo sítio, dia após dia. No entanto, os trabalhadores acabaram por fazer a ligação com o suicídio que tinha ocorrido no dia 31 de maio. Várias imagens do animal estão a ser partilhadas nas redes sociais e várias pessoas dirigiram-se ao local para alimentar o cão, mas este recusou sempre comer e beber. 

A Associação de Proteção de Animais de Pequeno Porte (SAPA) de Wuhan diz que já teve acesso a imagens de videovigilância, para tentar perceber se há algum familiar que possa ficar com o animal. "Infelizmente não conseguimos identificar a pessoa em questão", explica o diretor da associação, Du Fan, citado pela imprensa internacional. 

Um voluntário da associação tentou resgatar o animal, mas sem sucesso. Apesar de o ter conseguido colocar no carro, mal abriu a porta este fugiu e não voltou para a ponte. "Passámos todo o dia à procura do cão, mas ainda não o conseguimos encontrar. Pedimos a todos os residentes das proximidades da ponte que estejam atentos ao seu regresso. Contactem-nos, por favor, porque gostávamos muito de lhe encontrar uma nova casa", explica a SAPA.