Sociedade

Casal português que dirigia creche no Canadá detido por suspeita de abuso sexual de crianças

Suspeitos são emigrantes portugueses no Canadá.

Um casal sexagenário, de nacionalidade portuguesa, foi detido no Canadá por alegadas suspeitas de abuso sexual de duas crianças.

A detenção foi anunciada na segunda-feira pela polícia de Toronto, que não confirmou a nacionalidade dos suspeitos. Contudo, fonte próxima do casal, citada pela agência Lusa, confirmou que os suspeitos são emigrantes portugueses a residir no Canadá.

De acordo com a polícia, que divulgou imagens, os suspeitos, com nomes portugueses, têm 63 e 60 anos e dirigiam há cerca de 30 anos uma creche, na área de Caledonia Park Road e da Davenport Road.

As autoridades revelam que, entre 2017 e 2020, o homem abusou sexualmente de uma menina de 9 anos em várias ocasiões e, entre 2016 e 2020, abusou sexualmente de uma menina de 11 anos, também em várias ocasiões. A mulher sabia, alegadamente, que o marido estava a abusar sexualmente das crianças. A polícia realça que a suspeita, enquanto ama das vítimas, colocou em risco a saúde das crianças, deixou de protegê-las e não denunciou o abuso.

O homem foi detido no dia 29 de maio e está indiciado pela prática de interferência sexual, convite para toque sexual e abuso sexual. Poucos dias depois, a 3 de junho, a segunda vítima apresentou queixa e as autoridades indiciaram o suspeito por nova interferência sexual, convite a toque sexual, abuso sexual e de tornar disponível material explícito de natureza sexual para um menor de 16 anos.

A mulher, ama das crianças, foi detida a 4 de junho e terá a audiência em primeira instância no tribunal de Toronto na Old City Hall, no dia 10 de agosto. O homem será ouvido em 13 de agosto.

A polícia de Toronto teme que possa haver mais vítimas e está a pedir a ajuda da população.