Politica

Costa deixa rasgados elogios a Centeno e destaca que "a vida é feito de ciclos"

António Costa abordou também a saída de Mário Centeno do Governo.

Após o conselho de ministros, esta terça-feira, António Costa abordou a saída de Mário Centeno do Governo.

 “A vida é feito de ciclos”, afirmou o primeiro-ministro, numa conferência de imprensa que contou com o ministro de Estado das Finanças cessante, Mário Centeno, e o seu sucessor , João Leão.

Na hora da saída, Costa tece rasgos elogios a Centeno. “Infelizmente, a covid não permite dar o abraço” ao governante que está saída. “Quero agradecer a dedicação deste trabalho de 6 anos em conjunto”, afirmou António Costa, realçando que a escolha de João Leão é uma passagem de testemunho tranquilo e de continuidade.

“Quero assegurar aos portugueses a tranquila passagem de testemunho”, assinalou Costa várias vezes, enfatizando a imagem de continuidade.

Logo à tarde, a equipa das Finanças apresentará o orçamento suplementar, apesar de estar de saída.

Mário Centeno realçou, por seu turno, a enorme honra de ter trabalhado com Costa e com o Governo, “num percurso partilhado”. O abraço ficou para depois da pandemia. Centeno registo 1664 dias de funções.

João Leão usou uma cábula para fazer os agradecimentos. Será ele o novo ministro e quis assinalar o percurso em conjunto com Mário Centeno.

Numa conferência de imprensa do conselho de ministros atípica ( face à remodelação), Costa ainda adiantou que o estado de calamidade deve terminar no final do junho.