Vida

Bob Dylan diz ter ficado "doente" ao assistir à detenção de George Floyd

"Isto vai para além do horror. Espero que em breve seja feita justiça para a família de Floyd e para o país", disse o músico.

Bob Dylan diz ter ficado "doente" ao ver o vídeo da detenção de George Floyd, o homem afro-americano que foi asfixiado por um polícia no passado dia 25 e acabou por morrer depois de ter os joelhos do agente durante cerca de oito minutos em cima do seu pescoço." Fiquei doente ao vê-lo ser torturado assim", disse o músico em entrevista à agência EFE. “Isto vai para além do horror. Espero que em breve seja feita justiça para a família de Floyd e para o país", apelou o artista de 79 anos, que já lançou várias músicas em defesa dos afro-americanos e contra a violencia policial. 

Durante a entrevista, Bob Dylan falou ainda sobre o mundo pós-covid e partilhou a sua opinião. "Uma arrogância extrema pode levar a efeitos desastrosos. Talvez estejamos à beira da aniquilação", confessou. "Qualquer ser humano, por mais forte e poderoso que seja, é frágil diante da morte. Penso em termos gerais, não pessoais", disse.