Internacional

Pequim volta a fechar escolas para conter covid-19

Alerta volta a subir na capital chinesa.

As autoridades chinesas voltaram atrás nas medidas de desconfinamento e ordenaram o fecho de todas as escolas em Pequim, de forma a combater o segundo surto da pandemia de covid-19 na capital.

Em conferência de imprensa, a vice-secretária-geral do governo municipal de Pequim, Chin Bei, disse que que a cidade passa agora do terceiro para o segundo nível de emergência. As comunidades de vizinhos vão comprovar a identidade e o estado de saúde dos residentes, assim como medir-lhes a temperatura. Além das escolas, também as universidades vão encerrar.

Os residentes são ainda aconselhados a regressar ao teletrabalho e as comunidades com casos confirmados ou que tenham tido contacto com o mercado onde surgiu o surto vão ficar isoladas.

Um porta-voz de Pequim classificou, na manhã desta terça-feira, a situação epidémica na cidade como “extremamente grave”, depois de serem registados mais de cem casos de infeção, numa altura em que o país tinha o vírus sob controlo.

Recorde-se que, a China esteve quase dois meses sem novas infeções. O surto agora identificado está ligado ao maior mercado grossista de alimentos da Ásia.

Também esta terça-feira foram repostas algumas restrições nas viagens de e para Pequim, de forma a evitar que o novo surto de covid-19 se alastre pelo país.