Politica

Jerónimo não concorda com texto do PAN para Centeno

Líder do PCP admite abster-se na votação do Orçamento Suplementar.

O líder do PCP afirmou à TSF que não concorda com a proposta do PAN sobre um período de nojo para os políticos passarem para a supervisão bancária.

“Estamos de acordo no período de nojo quanto a banqueiros e auditores, mas não vemos o mesmo em relação a ex-governantes”, declarou Jerónimo de Sousa, admitindo abster-se no Orçamento Suplementar.