Sociedade

Ordem dos Médicos contra aumento do número de vagas no curso de Medicina

O bastonário da Ordem dos Médicos, Miguel Guimarães, considera que o elevado número de alunos impede a boa formação. 

Miguel Guimarães, bastonário da Ordem dos Médicos, referiu esta quarta-feira que o aumento do número de vagas nas faculdades de medicina vai impedir a boa formação dos alunos. “As nossas escolas médicas já ultrapassaram o limite de estudantes de medicina que podem formar”, adiantou o bastonário, acrescentando que Portugal é um dos países da OCDE que mais médicos forma por cada 100 mil habitantes. 

Esta quarta-feira, à margem de uma visita ao Hospital de Braga, o bastonário da Ordem dos Médicos referiu que é "lamentável" que o Governo tenha decidido aumentar o número de vagas sem consultar as escolas de medicina, ou mesmo a Ordem dos Médicos. "As capacidades que nós temos em termos de ensino teórico e clínico levam a que seja muito difícil acomodar mais 15% de estudantes nas nossas escolas médicas e isso seguramente que irá levar a que exista diminuição da qualidade na formação dos médicos", acrescentou Miguel Guimarães.