Desporto

Liga dos Campeões em Portugal? "Único e irrepetível", diz Marcelo

"É uma vitória de Portugal", disse Marcelo.

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, o primeiro-ministro, António Costa, o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina, e Fernando Gomes, presidente da Federação Portuguesa de Futebol congratularam-se, esta quarta-feira, por Portugal receber a fase final da Liga dos Campeões.

Os responsáveis falaram ao país, a partir do Palácio de Belém, e sublinharam a importância de Lisboa receber a competição, em agosto.

"É uma vitória de Portugal", disse Marcelo. "Esta não é mais uma final da Liga dos Campeões. É algo único e irrepetível", destacou, acrescentando ainda que “os portugueses merecem o que vão receber em agosto".

"No momento em que todos os países disputam o regresso ao turismo internacional. No momento em que todos os países disputam a retoma das suas economias. No momento em que todos os países disputam o afirmar a sua marca nacional no mundo... ser a marca Portugal aquela que vence e aquela que se vai afirmar nesse mês crucial de agosto durante mais de oito dias, não tem preço. É irrepetível. É uma vez na vida", disse o Chefe de Estado.

Já António Costa elogiou os portugueses por terem tornado o país “um destino seguro”.

"Só foi possível conseguir este resultado porque os portugueses mostraram uma capacidade extraordinária de resistir", disse o primeiro-ministro. "É um prémio merecido aos nossos profissionais de saúde que provaram que temos um SNS robusto", acrescentou, destacando que “o reconhecimento pela UEFA é algo muito importante".

Por sua vez, Fernando Medina disse que a notícia terá uma "importância estratégica para a cidade, região e país" e realçou o trabalho desenvolvido pela FPF para conseguir trazer o evento desportivo para o país.

"Num momento em que o mundo vive uma crise sem precedentes, em que todos lutamos pela recuperação das nossas economias, conseguir ter em Lisboa o maior evento desportivo que se vai realizar, com centenas de milhões de telespetadores em todo o mundo, que vão durante mais de uma semana ouvir e seguir o nome de Lisboa e de Portugal, é de uma importância sem limites", afirmou o autarca.

"A Champions acontece no país porque nesta altura as autoridades de saúde, num esforço conjunto, com os portugueses, conseguiram manter a pandemia do covid-19 num nível controlado usando a verdade como arma e a ação rápida como regra", começou por dizer Fernando Gomes.

O líder da Federação Portuguesa de Futebol deixou ainda uma promessa à cidade do Porto, que perdeu a Supertaça Europeia para Budapeste.

“A Liga dos Campeões acontece em Portugal, porque no ano passado organizámos de forma irrepreensível a final four da Liga das Nações no Porto e isso deixou marca. É por isso que, além de estar no plano de contingência da UEFA para a realização dos jogos dos oitavos de final, deixei a garantia a Rui Moreira de que a cidade do Porto terá uma nova final europeia até 2026”, rematou.