Internacional

Malala, Nobel da Paz, conquista diploma pela Universidade de Oxford

Malala Yousafzai, que aos 14 anos foi baleada porque queria estudar, licenciou-se em filosofia, política e economia em Oxford.

A paquistanesa Malala Yousafzai, laureada com o prémio Nobel da Paz, licenciou-se pela Universidade de Oxford, no Reino Unido.

Foi a jovem ativista, de 22 anos, que fez o anúncio esta sexta-feira nas redes sociais. "É difícil expressar a minha alegria e gratidão agora que me formei em Filosofia, Política e Economia em Oxford", escreveu, numa publicação partilhada no Twitter, onde mostrou duas fotografias, uma delas a comemorar com um bolo e rodeada pela sua família.

"Eu não sei o que está por vir. Por enquanto, será Netflix, ler e dormir", brincou a ativista, conhecida pela defesa dos direitos humanos das mulheres e do acesso à educação.

Malala foi aprovada para estudar em Oxford em 2017.

Já com 11 anos escrevia num blog, onde falava sobre as pressões exercidas pelos talibã que tinham ocupado a região da sua terra natal, Mingora, para que as raparigas abandonassem a escola.

Em outubro de 2012, um homem armado entrou na carrinha escolar onde Malala viajava e disparou três tiros contra ela. Depois de um período critico em que lutou pela vida - um dos tiros atingiu-lhe a cabeça - redobrou os seus esforços na luta pelas estudantes do sexo feminino. Mudou-se depois para Birmingham, no Reino Unido. 

Em 2014 recebeu então o Nobel da Paz, tornando-se a pessoa mais jovem da história a receber o prémio.