Sociedade

Números de internados e de doentes nos cuidados intensivos voltam a subir

Região de Lisboa e Vale do Tejo continua a registar a maior parte dos novos casos.

Segundo o boletim da situação epidemiológica em Portugal, revelado esta segunda-feira pela DGS, já morreram 1.534 pessoas infetadas com o novo coronavírus, desde o início do surto no país, mais quatro óbitos face ao boletim de ontem – o que representa um aumento de 0,2% no número de mortes.

Nas últimas 24 horas foram confirmados mais 259 casos, elevando o total de diagnósticos positivos para 39.392, que se traduz numa subida de 0,66%. Mais uma vez, a maior parte dos novos casos foram diagnosticados na região de Lisboa e Vale do Tejo, onde há 164 novas infeções (63%).

Há 424 doentes internados, mais 17 pessoas face ao último boletim. Destes, 72 estão em Unidades de Cuidados Intensivos (UCI), mais três do que ontem.

Nas últimas 24 horas, 172 pessoas recuperaram da doença. O número de recuperados é agora de 25.548.

A aguardar resultados laboratoriais estão 1.782 pessoas e as autoridades de saúde têm em vigilância 30.956 contactos.

A região Norte continua a ser a mais afetada com 17.320 casos e 814 mortes. A região de Lisboa e Vale do Tejo contabiliza 16.926 casos e 440 óbitos. 

Entre os concelhos do país com mais de mil infetados destacam-se Lisboa, com 3.150, Sintra, com 2.272, Loures, com 1.654, Vila Nova de Gaia, com 1.611, Amadora, com 1.436, Porto, com 1.414, Matosinhos, com 1.292, Braga, com 1.256, e Gondomar, com 1.093.

Na Área Metropolitana de Lisboa, a mais afetada nas últimas semanas, destacam-se os concelhos de Odivelas, com 920 casos, Cascais, com 803, Vila Franca de Xira, com 652, Oeiras, com 646, e o Seixal, com 542.

Casos confirmados:

561 meninos e 491 meninas com menos de 10 anos;
695 rapazes e 827 raparigas entre os 10 e os 19 anos;
2.611 homens e 3.046 mulheres entre os 20 e 29 anos;
2.911 homens e 3.289 mulheres entre os 30 e 39 anos;
2.900 homens e 3.697 mulheres entre 40 e os 49 anos;
2.614 homens e 3.685 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
1.920 homens e 2.199 mulheres entre os 60 e 69 anos;
1.365 homens e 1.530 mulheres entre os 70 e os 79;
1.625 homens e 3.395 mulheres casos com mais de 80 anos;
17 homens e 14 mulheres cujo grupo etário é desconhecido
17.219 casos do sexo masculino e 22.173 do sexo feminino

Óbitos:

1 homem e 1 mulher entre os 20 e os 29 anos;
1 mulher entre os 30 e os 39 anos;
10 homens e 7 mulheres entre os 40 e os 49 anos
34 homens e 15 mulheres entre os 50 e os 59 anos;
94 homens e 44 mulheres entre os 60 e os 69 anos;
178 homens e 118 mulheres entre os 70 e os 79 anos;
446 homens e 585 mulheres com mais de 80 anos.
763 óbitos do sexo masculino e 771 do sexo feminino

Consulte aqui o boletim na íntegra.