Sociedade

Número de crimes violentos aumentou em 2019. Violência doméstica subiu 11,4%

Dos crimes violentos, os roubos na via pública foram os que sofreram maior aumento no ano passado, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI).

O número de crimes violentos aumentou significativamente em 2019 em relação ao ano anterior, com um total de 14.398 e 40 por dia, segundo o Relatório Anual de Segurança Interna (RASI) ao qual o Correio da Manhã teve acesso e que só será aprovado esta terça-feira depois de cerca de três meses de atraso devido à pandemia de covid-19. 

A percentagem de crescimento de crimes violentos em 2019, quando comparado com 2018, é de 3%, com os roubos na via pública a serem os que mais aumentaram - mais 11,8%, ou seja, um acréscimo de 627 casos do que há dois anos. No total, foram quase 6000 as situações registadas em plena via pública.

Além deste tipo de roubos, também os roubos em escolas - com uma subida de 23,1% -, de carjacking - mais 18,9% - e em comércio - uma subida de 29,8% - registaram aumentos consideráveis, sendo que desde 2010 que as autoridades policiais nao registavam nenhuma subida na categoria de crimes violentos.

Apesar de todas estas subidas, os crimes de homicídio voluntário baixaram, registando-se menos 19,1%, um número que, no entanto, é superior a anos como 2016 e 2017. Já as denúncias dos crimes de violência doméstica sofreram um aumento de 11,4%, ou seja, mais 3.015 do que em 2018.

Também aumentaram em 2019 os crimes de agressões simples (mais 2%), ameaça e coação (mais 5,1%) e ainda os crimes de moeda falsa (mais 45% de apreensões) e de burla informática (mais 66,7%).

No relatório da RASI é ainda referido que os distritos com maiores subidas de crimes em geral são Castelo Branco (20,7%), Portalegre (mais 10,5%), Faro (mais 8,3%) e Aveiro (mais 5,9%). 

No total, as autoridades policiais fizeram o registo de cerca de 335 mil crimes em 2019, mais 2400 (0,7%) em comparação com 2018.