Sociedade

Pais de bebé com Atrofia Muscular Espinhal acusam Nestlé de exclusão social

A situação gerou muita controvérsia nas redes sociais e críticas à marca por parte dos internautas.

Os pais de um menino de 22 meses, portador de Atrofia Muscular Espinhal, estão indignados com a marca Nestlé, depois de terem inscrito o filho num concurso e este ter obtido o maior número de votos por parte do público mas mesmo assim não ter ganho o prémio.

O objetivo dos pais de Mateus Terra Mendes era que o menino ganhasse o concurso do Bebé Nesté, na semana de 8 a 14 de junho, para conseguir obter mais dinheiro para ajudar a criança com os cuidados médicos necessários. No entanto, uma bebé com menos 244 votos que Mateus acabou por vencer o prémio

A mãe do menino fez a denúncia através de uma publicação na rede social Facebook, onde se mostrou indignada com a situação. "Quero agradecer a todos pelos votos no nosso Mateus. Apesar de ser o mais votado e com grande margem não foi o vencedor da semana", começou por escrever a mãe no Facebook.  "É assim a tal chamada inclusão social. É assim o nosso país. Uma das maiores marcas de Portugal", denunciou a mãe de Mateus. "O Mateus é ainda mais bonito por dentro do que por fora Nestlé. Vergonha é o que sinto", acrescentou Maria.

A publicação da mãe de Mateus gerou muita contorvérsia nas redes sociais e críticas à marca por parte dos internautas. Chegou mesmo a ser criada uma angariação de fundos para ajudar Mateus com as despesas médicas. "O Mateus concorreu ao bebe do mês! Mas não ganhou! Por isso decidi angariar 1000€ para o nosso bebé, o mais bonito da internet para as suas terapias e bens essenciais! Os bebés especiais são os mais bonitos da internet e arredores! Por isso lanço está angariação de 1 ajuda para o bebe mais lindo da net! Vamos todos ajudar o nosso Mateus!", pode ler-se na página que já angariou mais de 400 euros.

A Nestlé já respondeu e esclareceu que existem "outros critérios de avaliação" para além dos votos da população. "Como informa o regulamento, há outros critérios de avaliação e foi com base nesses critérios, sem conhecer o número de votos de cada foto, que o Júri tomou a decisão. Acima de tudo, queremos dar a todos os Bebés uma oportunidade, e exatamente porque pugnamos pela diversidade, incluímos no regulamento deste passatempo um modelo misto para a eleição do 'Vencedor da Semana' onde as hipóteses são iguais para todos os 5 finalistas, dando hipóteses a mais bebés, e permitindo a pessoas que possam ter menos capacidade de atrair votos, terem as mesmas hipóteses de serem eleitos Vencedores da Semana", pode ler-se numa nota de esclarecimento.