Internacional

Jovem que empurrou criança de 10.º andar em museu condenado a 15 anos de prisão

Adolescente atirou criança de seis anos de uma varanda em agosto do ano passado.

O jovem britânico que empurrou uma criança de uma varanda do museu Tate Modern de Londres, em agosto de 2019, foi condenado, esta sexta-feira, a 15 anos de prisão por um tribunal londrino. 

Durante o julgamento Jonty Bravery, com 17 anos na altura do incidente, declarou-se culpado de empurrar a criança de seis anos do 10.º andar do museu.

O incidente remonta a 4 de agosto de 2019, quando o adolescente britânico empurrou a criança, de nacionalidade francesa, que estava a visitar Londres com a família de uma plataforma de observação da Tate Modern, à altura do 10.º andar.

Recorde-se que a criança sobreviveu à queda, tendo caído num telhado do 5.º andar, e sofreu uma hemorragia cerebral e fraturas na coluna, braços e pernas. Ferimentos que a obrigaram a passar alguns meses nos cuidados intensivos.